Let’s Shine?!

Pra quem vai curtir o findi em BC e ainda não tem programa definido, nós do Ouve aqui temos uma sugestão:

Neste sábado, dia 20, vai rolar na Yes Mix Club o lançamento do projeto de verão GLOW’UP, com uma proposta diferenciada, decor fluor e glow performance.

Deixe-se contagiar pelo som da encantadora Dj NEOUM, dona de um estilo único, moderno e totalmente house, e do residente da casa, Dj MARKO, atualmente reconhecido como um dos grandes nomes da música eletrônica no sul do país.

É, deu pra sentir que esses dois vão agitar muito a noite de sábado, né?! Então não perca tempo e Mande seu nome pra lista!

Morg

Publicado em E-music | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário

Música de Quinta

Se hoje você morre de amores por, sei lá, João Bosco e Vinícius

Jorge e Matheus

Fernando e Sorocaba

e todos os outros derivados da modinha – que está demorando pra passar – chamada Sertanejo Universitário; saiba que seus pais, com certeza, já choraram ao som destes caras aí:

Os figurões naturais de Minas Gerais e Pernambuco se encontraram, por acaso, em São Paulo no ano de 1970; ambos tentando uma carreira de sucesso na música. Mas foi em 1973, com o lançamento do LP 1, que o mundo conheceu os gargantas de ouro.

De lá pra cá, eles já gravaram dois filmes. Um em 1980 – A Estrada da Vida, título também de uma de suas músicas de maior sucesso – detalhe que no filme eles são os atores que interpretam seus próprios papeis e encenando suas trajetórias (coragem). Este mesmo filme, teve grande repercussão nacional, ganhando o primeiro lugar no Festival Internacional de Filmes de Brasília, além de ter sido vendido a diversos países, inclusive a China, onde fora, convidados pelo Governo Chinês a se apresentarem no país no ano de 1985. Milionário e José Rico foram a primeira dupla brasileira que visitou a China.

O segundo longa veio em 1983, chamado ‘Sonhei com Você’, filme que não fez tanto sucesso quanto o primeiro. Mas já carimbou o currículo dos caras.

Em 1991, logo após lançarem seu disco volume 20, intitulado “Vontade Dividida” veio a separação. Mas o incansável Milionário ainda engatou o sucesso “Na Segunda Feira à Noite” com Mathias (também recém separado de Matogrosso, da dupla Matogrosso e Mathias) e um LP completo com Robertinho da dupla Léo Canhoto e Robertinho. Mas a saudade foi maior, e em 1991 eles voltam juntos às rádios com o 21° LP e o mais novo sucesso “Nasci pra Te Amar”.

E, até hoje, na minha opinião , é uma das duplas mais bizarras do país. Um estilo bem único. Tanto pelo jeito em cima do palco, o modo de se vestir, a voz que se eleva a tons inacreditáveis e as letras de, me desculpe quem curte, corno.

De 1973 a 2010: 37 anos de carreira, 29 discos gravados, 31 milhões de exemplares vendidos, dois DVDs gravados ao vivo e dois filmes. E a música de quinta de hoje é da dupla Milionário e José Rico, Estrada da Vida.

Mari

Agradecimento especial pra Ana, que, em uma tarde de sol, aprendeu mais sobre música romântica brasileira.

Publicado em Música de Quinta, Sertanejo | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Internet: a bola de neve da música

Por Jonas Augusto da Rosa

Ao navegar pela web é possível encontrar de tudo, inclusive da música. Os mais variados estilos musicais, bandas, grupos, músicos e performances. A partir da era digital está sendo possível conhecer sons de todo o lugar, bom ou ruim, e inimaginável. Notando este caminho da música na internet, grandes empresas da web já oferecem plataformas onde os trabalhos dos músicos ficam expostos e podem ser armazenados, como é o caso do palcomp3 e tramavirtual.

Site Válvula Rock

Mas a popularização das bandas de garagem que vão crescendo e se acentuando em cada região, vem também do sucesso de portais hiperlocais que divulgam notícias do mundo da música, abrindo espaço para os músicos independentes.

A revista que se tornou portal de notícias do Rock catarinense, o Válvula Rock, tem como slogan “Levando o Rock catarinense a sério” mostrando o objetivo de divulgar a produção autoral de música catarinense. Segundo o redator do Válvula, Léo Telles Mota, o portal abre algumas seções como Banda do mês e O que há de novo, “estes espaços são dedicados a bandas novas do estado”.

“É tão necessário quanto ter um jogo de cordas reserva num dia de show” afirma Léo Telles, quando a questão é a consciência do alcance da internet e do poder de divulgação que a web tem.

Para o baterista da banda Nego Joe, Giba Moojen, responsável pela atualização das redes sociais do grupo, também fala da importância de se comunicar e ser ouvido na web. “Não tem mais como fugir, a internet pra nós é a ferramenta essencial para a sobrevivência da Nego”.

Banda Nego Joe

Além de mostrar o trabalho, a web trás resultados. A vocalista da Café Brasilis, Ruca Souza, afirma que “É principalmente por ali que as pessoas fazem contato conosco… além da própria distribuição do nosso primeiro CD, que está para download grátis.”

Banda Café Brasilis

Um vídeoclip, uma música ou até mesmo uma demo pode se tornar um fenômeno na rede. É claro que a qualidade está envolvida no resultado, mas a sorte tem uma grande participação para que esta bola de neve cresça ainda mais. A bola só começa a rolar montanha abaixo se o internauta quiser e gostar ou achar fora do comum, o difícil é conquistar este surfista que não para um segundo de procurar e procurar entre os wwws.

O importante é tornar a web um meio positivo de divulgação. “Não temos como combater a internet, então colocamos ela do nosso lado para a divulgação!” diz Giba, da Nego. É aquela velha história “quem não une se desune” já afirmava o ditado popular.

É hit na Web

A banda Nego Joe lançou este ano o Clip “Um ser só” – Remix com Seven Lox. O vídeo já foi visualizado 260 mil vezes e vale a pena conferir o trabalho dos garotos catarinenses e dos guineenses da Seven.

Clique e curta um show psicodélico. É assim que o internauta se sente navegando pelo Myspace e WordPress da galera do Café Brasilis. São várias músicas, postagens com vídeos de shows e matérias que citam os cafeínados.

Marcelo, Ruca e Camilo - Integrantes da Café Brasilis

Vá em ferramentas do seu navegador, clique em favoritos e adicione o Válvula Rock. Sem dúvida alguma, lá você vai conferir Rock catarinense e jornalismo de altíssima qualidade. Sem contar nos festivais que rolam durante o ano, com as informações no portal.

Home do Válvula Rock

Um mundo que você vive mas talvez não conheça. Então visite o Mundo 47. O blog criado pelo jornalista Rafael Weiss, apresenta um conteúdo com notícias, dicas e muita matéria sobre a música da região do código 47.

Mundo 47

Agora que você já conhece uma parte do Hit catarinense na web, vasculhe mais e encontre outros fenômenos do estado, é só jogar no oráculo, o grande Google.

Publicado em Música Catarinense | Marcado com , , , | Deixe um comentário

As Duas Noites de Balneário Camboriú

Por Morgana Bressiani

Balneário Camboriú é hoje a segunda cidade que recebe mais turistas por ano no sul do estado, ficando atrás apenas da capital Florianópolis. As belas praias da cidade foram desde sempre um grande trunfo para o turismo, atraindo cada vez mais visitantes.

Mas nem só de sol e mar vivem os turistas, nos últimos anos uma grande parte dessas pessoas que visitam a região vem em busca dos agitos noturnos que a cidade oferece. Cada vez mais casas noturnas, bares, festas e shows da localidade tem feito parte do roteiro dos visitantes com média de idade entre 18 e 35 anos, segundo dados da Secretária de Turismo.

As atrações estão espalhadas ao longo de toda a orla marítima, cafés, cervejarias, e bares com música ao vivo prendem a atenção de jovens e adultos, e formam um caminho de vibes mais calmas até a Barra Sul, onde se concentra grande parte do agito, clubs noturnos que oferecem todos os tipos de ritmos, da música eletrônica ao, famoso por hora, sertanejo universitário.

Para Nora Devoto, qualidade da comida, drinks e atendimento, não são o suficiente, por isso ela apostou na música ao vivo para atrair os clientes. “As pessoas gostam de música ao vivo, mas são poucos os lugares que oferecem”, conta a proprietária do bar San Telmo, que tem sempre a calçada, de frente para o mar, lotada pela freguesia.

A noite calma do Bar San Telmo

Para Marko, que é Dj residente da Yes Mix Club, umas das baladas alternativas da cidade, o sucesso da noite de Balneário Camboriu surgiu junto com clubs como Warung, Ibiza, e Ayia Napa, que trouxeram para a cena músical grandes nomes como: Tiesto, Deep Dish, Paul Van Dick, Fatboy Slim, entre outros, o que segundo ele, honrou a cidade com o título de capital nacional da música eletronica. “Isso hoje nos fortalece ainda mais nesse quesito, e faz com que nossa cidade não perca em nada para as grandes metropoles do país.”, afirma.

A universitária intercambista, de Madri, na Espanha, Maria Prieto Castillo , de 21 anos, diz que escolheu Balneário Camboriú como destino do intercâmbio por indicação de um professor, já que segundo ele seria um ótimo lugar para morar e conciliar faculdade e diversão. Maria é um exemplo do público que lota os bares como o de Dora e na mesma noite ainda prestigia o trabalho de Dj’s como Marko.  Apesar de confessar que prefere passar a noite num bar com os amigos, ela nao dispensa uma pista de dança. “Eu prefiro musica ao vivo, mas na verdade gosto das duas opções. Adorei as baladas em que fui aqui, porque Balneário é uma cidade muito boa, e oferece tudo isso. Posso ir com meus amigos em uma festa mais calma ou sair para algo mais agitado e conhecer pessoas novas”.

A agitada pista da Yes Mix Club

Mas o certo é que, sejam moradores daqui, das regiões mais próximas, ou ainda turistas; seja num bom pate-papo com amigos num barzinho beira mar com música ao vivo, ou curtindo nas pistas os mais diferentes ritmos nos vários clubs, os dois lados da noite Balneário Camboriú tem sido o roteiro certo de muitas pessoas, na ciade que não dorme, na Ibiza brasileira.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
Publicado em Música, Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Pirão Catarina tempera a música local com coletânea inédita

Por Jonas Augusto da Rosa.

Depois de dois anos de trabalho e produção, a coletânea de músicas de Itajaí do Pirão Catarina está pronta. Há 10 anos no ar pelas ondas da Rádio Educativa Univali FM, o programa lança o CD “Pirão Catarina – Edição Itajaí” que conta com a participação de músicos reconhecidos da cidade.

CD Pirão Catarina - Edição Itajaí

A ideia do disco surgiu quando a professora e jornalista Liza Lopes Corrêa notou a necessidade de deixar uma marca do programa no cenário musical da região. “Depois de tanto tempo produzindo o programa, surgiu esta necessidade de registrar as músicas, bandas e artistas que passaram por aqui [no Pirão Catarina]”.

A jornalista Liza Lopes Corrêa

A jornalista Liza Lopes é coordenadora responsável do programa, que além de dar visibilidade à música catarinense, conta também com acadêmicos de jornalismo e comunicação social da Univali que realizam estágios remunerados e/ou voluntários.

Para o vocalista da banda Nego Joe, o Nego “é muito importante participar desta coletânea, com outros grandes músicos, e fazer parte de um material de alto nível como é também a programação da rádio educativa Univali”.

A coleção de músicas da cidade peixeira conta com o Heavy Metal da Steel Warrior,  do Pop Rock da Nego Joe, do instrumental jazz de Arnou de Melo, do toque da Tarrafa Elétrica, do Pop da Ou3tórya,  do Rock on Roll da Lenzi Brothers, da novíssima banda Angeli, do rap da Manifesto, da batida do Tribuzana, do Pop rock festeiro do Edgand’s, do som teatral da Casa de Orates, do grupo Samburá, da MPB de Luiz Vicentine e o papa-siri de Carlos Cória.

Conheça quem participa do Pirão Catarina – Edição Itajaí

Tarrafa Elétrica

Nego Joe

Louise Lucena

Luciano Silva

Arnou de Melo

Ou3tórya

Lenzi Brothers

Steel Warrior

Angeli

Manifesto

Tribuzana

Edgand’s

Casa de Orates

Samburá

Luiz Vicentini

Carlos Cória

A participação dos acadêmicos é uma das essências do programa e da produção do CD Pirão Catarina. Há dois anos, um como bolsista, a estudante de jornalismo Camila Purim conta que “À primeira vista, jornalismo e música não têm muita coisa a ver. Porém, para realizar toda a produção do disco, aconteceu desde o programa até a seleção das bandas e músicos, isso tudo passando por todo o processo jornalístico, da pesquisa até a entrevista…”.

A acadêmica de jornalismo Camila Purim

 

A edição do CD Itajaí do Pirão surgiu em 2008 com a aprovação da lei de incentivo municipal à cultura, que libera o aval para poder receber apoio da iniciativa privada da cidade, que reverte à ajuda financeira na isenção dos impostos ao município.

Quando perguntada sobre o lançamento do CD, Liza Lopes não define data já que o trabalho agora é de divulgar o material para a imprensa, músicos, universidades, rádios educativas e pontos estratégicos. Após este trabalho a jornalista não descarta a possibilidade de realizar novas edições do CD Pirão Catarina de outras regiões e do estado.

Conheça a história do Pirão Catarina aqui

Acompanhe o trabalho do Pirão no Blog e no Twitter


Publicado em Música Catarinense | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

ABC da música nas escolas municipais de Blumenau

Por Gabriela Piske

“A música é o verbo do futuro…” (Victor Hugo)

Uniforme, postura, marcha, disciplina. Estamos falando de um exército? Não. São crianças e adolescentes que transformam o pátio da escola em um show de música instrumental, somado a delicadeza de coreografias, e sem sair da seriedade que demanda a apresentação.

Faz 20 anos que o projeto Bandas e Fanfarras nasceu e deu os primeiros passos rumo as escolas municipais de Blumenau. Ganhou forças a partir de 1993, quando três unidades escolares adotaram o programa na grade extracurricular dos alunos. Hoje, já está implantado em 32 escolas, com 27 profissionais atuando (sendo que 15 foram alunos do programa) e conta com a participação de cerca de dois mil estudantes.

– Já existiam fanfarras no município, mas senti a vontade de levar isso para as escolas municipais. Junto com alguns maestros montamos o projeto e apresentamos para a Secretaria de Educação – conta Bia Pasold, uma das idealizadoras do programa e maestrina há 17 anos da primeira fanfarra escolar, na Escola Básica Municipal (EBM) Anita Garibaldi. Bia se emociona até hoje ao lembrar-se de como tudo começou e do crescimento das Bandas e Fanfarras.

– Em 1989 chegamos à secretaria apenas com um papel. A ideia que idealizamos foi passada por meio da conversa. E eles confiaram e acreditaram que realmente poderia dar certo. Hoje, várias cidades do estado que querem implantar o projeto, buscam referências no nosso – fala, emocionada.

Fanfarras se apresentaram em frente à Prefeitura, festejando os 20 anos do projeto, comemorado em agosto. (Foto: Marcelo Martins)

São quatro categorias musicais existente: fanfarra simples, composta por instrumentos de percursão e sopro; fanfarra com pisto, que além da percursão, conta com intrumentos dotados de válvulas; banda marcial, composta por instrumentos usados em orquestra; e banda musical, com os mesmos da marcial e também isntrumentos de madeira. A escolha fica a critério da escola, podendo optar apenas por um estilo.

O espaço é destinado aos estudantes do ensino fundamental. A criança começa a escolarização, no primeiro ano do primário, e também já pode começar a musicalização. Iniciam com um instrumento e no decorrer do desenvolvimento é substituído por novos órgãos musicais.

Além de promover aos alunos uma atividade fora do horário de aula e o contato com a música instrumental, o projeto visa desenvolver a coordenação motora e auxiliá-los na atenção, percepção, memorização e raciocínio.

Segundo Ricardo Machado, coordenador Musical da Secretaria de Educação, há ocorrências de melhora nas notas e comportamento de muitos estudantes depois que passaram a fazer parte da fanfarra escolar.

– Várias famílias nos relatam que os filhos mudaram positivamente. Inclusive, em casos de drogas. Ao invés de estarem nas ruas, as crianças e adolescentes estão na escola e aprendendo algo novo – acrescenta o coordenador.

As apresentações não ficam contidas apenas nas escolas. Festivais, campeonatos estaduais e também de nível nacional, fazem parte do calendário das bandas. A presença das fanfarras também é garantida nos desfiles cívicos e comemorativos da cidade. Blumenau tem tradição em realizá-los. Aniversário do município, feriado de 7 de Setembro e Oktoberfest, tornam-se palcos para os estudantes exporem o que foi aprendido.

Fanfarras escolares se apresentaram nos desfiles da 27ª Oktoberfest (Foto: Rogério Pires)

Para a estudante Alinne Petris, que participou da fanfarra da EBM Anita Garibaldi por oito anos, as apresentações e os campeonatos eram as melhores partes do programa.

– Era sempre uma festa. Mas no momento de se apresentar era 100% concentração. Nos campeonatos iam fanfarras de todo o Brasil e havia sempre respeito e interação entre todas. E se ganhávamos a alegria tornava-se imensa. Afinal, muitas vezes precisávamos ensaiar nos sábados e domingos – comenta.

EBM Anita Garibaldi foi a primeira escola a implantar o projeto de Bandas e Fanfarras. (Foto: Marcelo Martins)

Além da música instrumental, as comissões de frente das bandas e fanfarras encantam quem assite as apresentações. Alunos encarregados de levar as bandeiras nacional, estadual, municipal e da escola, e as balizas com os malabarismos, completam, com o ritmo certo, o concerto.

Assista aqui a apresentação da fanfarra EBM Anita Garibaldi, no campeonato estadual de Bandas e Fanfarras de 2009.

Publicado em Bandas e fanfarras, Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário

Pirão Catarina: uma Mistura de Ritmos

Por Morgana Bressiani

Há dez anos Alberto Russi, diretor da rádio educativa Univali, propôs a professora de Radio jornalismo do curso de comunicação da universidade, que ela desenvolvesse quatro projetos para a programação da Univali FM. Foi aí que surgiu, junto com outros quatro programas, o Pirão Catarina, um misto de música e jornalismo, com formato de entrevista, e autoria da professora e jornalista Liza Lopes Corrêa.

O plano do Pirão era simples, mostrar aos ouvintes que Santa Catarina tinha muito talento musical, trazendo para os microfones do programa bandas e músicos com composições de autoria própria, e é claro, com muita qualidade.

O projeto foi a maneira que Liza encontrou para conciliar música e jornalismo, paixão e profissão. “Eu amo a música, ela sempre fez parte da minha vida. Mas eu também sou jornalista. Então minha função é dupla, divulgar a boa música catarinense e dar lugar para os profissionais de jornalismo”.

Liza Lopes Corrêa, Jornalista responsável pelo Programa Pirão Catarina

Hoje, dez anos depois do início do programa, o Pirão Catarina é respeitado pelos profissionais da área, seja da música ou jornalismo. Para Camila Purim, estagiária do Pirão e acadêmica do 8º período, o programa alcançou essa credibilidade porque além da música, mostra as pessoas por trás da produção, o que aproxima o ouvinte do músico. Para ela a experiência do estagio é mais que oportunidade de trabalho, é também, uma experiência única, “O Pirão foi minha primeira responsabilidade, e me ensinou que uma hora temos que crescer”.

Gravação do programa Pirão Catarina com a dupla Cris e Sara

Marcelo Von Mayemz, baterista da banda Café Brasilis, enfatiza o fato de o programa ser um dos poucos que prioriza totalmente a música catarinense, e que participar da entrevista trouxe grande divulgação para sua banda.

Mas seja pela música de qualidade da região, ou pelo jornalismo responsável, é certo que estes foram dez anos de sucesso. Sucesso do Pirão Catarina. Sucesso das Bandas Catarinenses.

Publicado em Música Catarinense | Marcado com , , , | 1 Comentário

E o final de semana?

Feriado prolongado vindo aí e o que não falta são festas para todos os gostos musicais.

Aí vão algumas dicas que podem ajudar você a escolher a melhor baladinha pro fim e semana!

Se você curte um Sertanejo Universitário sabe que os meninos do Grupo Kanoa estão fazendo o maior sucesso com o novo hit Perigo

Folianópolis aí, e pra entrar no clima só curtindo a Rainha da Bahia, Ivete Sangalo

Pra quem se entrega a um pagodinho e não quer saber da muvuca do litoral no feriado, se joga pra Chapecó amanhã que lá os meninos do Sem Abuso estarão tocando na Premier Bier, sente só

Se o seu negócio é música eletrônica a dica é o top DJ Sasha que estará no Warung Beach Club hoje à noite, aí vai um set do cara só pra sentir um gostinho

Baixe Aqui

A galera do reggae com certeza vai se jogar pro show do Planta e Raíz que vai acontecer sábado, 13, no Mentawai, em Bombinhas

Aos roqueiros de plantão, o Open estará firme e forte este feriado. Aproveite e já vá entrando no clima com um clássico do Nirvana

Mas se a sua ONDA é MAR, SOL, areia e muito surf, A TRILHA SONORA É DE Eagle-Eye Cherry pra você

http://www.youtube.com/watch?v=LVfLtTxwsAM

 

O Djunn te espera com os tradicionais sábados de hip hop, neste dia 13 tem Seven Lox. Pra quem gosta de hip hop e curtiu a gravação com a Banda Nego Joe, vale a pena ir conferir

E se rolar aquela roda de samba de raiz no domingo à tarde, nada melhor que Demônios da Garoa

Se a sua é ficar tranqüilo, relaxando curtindo o lar, seja na praia ou no campo a melhor dica é o MPB com Elis Regina

É isso aí! As dicas são essas, agora é com você! Ótimo feriado, APROVEITEM e já sabem, se beber, não dirija.

Mari

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Música de Quinta

Ok. Eu confesso: EU TIVE A FITA CASSETE DO – É O TCHAN! – Tá, na verdade eu tive a fita cassete e o Shortinho da Carla Perez… Mas quem nunca dançou “É Na Boquinha da Garrafa” que atire a primeira pedra!

Temos que convir que o grupo baiano que fazia uma espécie de mistura de axé e pagode, que surgiu em meados dos anos 90, fez muito sucesso.  Ao todo, de 1992 a 2007, foram vendidos mais de seis milhões de álbuns no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira dos Produtores de Discos.

Formação original: Carla Perez , Jacaré, Débora Brasil, "Cumpadi" Washington e Beto Jamaica

E apesar de a maioria de suas músicas terem teor erótico e de duplo sentido, o grupo se popularizou rapidamente entre as crianças, que adoravam imitar as dançarinas do grupo, que no início eram Carla Perez e Débora Brasil. Além das meninas, que eram conhecidas como – a loira e a morena do Tchan – o grupo contava com Jacaré, também dançarino, e nos vocais “Cumpadi” Washington e Beto Jamaica. A formação do grupo mudou algumas vezes, outras meninas que também ocuparam o posto de preferidas foram Scheila Carvalho e Sheila Mello.

Formação atual: Beto Jamaica, Compadre Washington, Lelê Pingo de Mel, Juliana Chocolate, Julie Pinho, Gabriella Zecchinelli, Karol Loren, e Juliane Almeida

Enfim, mesmo com o aparente sucesso, você já deve ter percebido que a coluna de quinta-feira não fala exatamente bem das músicas, não é?! Pois é, hoje é dia de MÚSICA DE QUINTA…

E hoje o contemplado foi o É O TCHAN!! E foi até difícil escolher qual clipe merecia estar aqui, porque o grupo tem uma seleção de ouro de musicas apelativas, com micro roupinhas cafonas e vulgares, letras de duplo sentido, e que na real, não fazem sentido nenhum.

Então, especialmente para você, que assim como eu, dançou na boquinha da garrafa e segurou o Tchan-Tchan-Tchan, aqui vai uma dose de vergonha alheia. Aproveite! Só não saia dançando no meio do escritório…

Morg

Publicado em Música de Quinta | Marcado com , | 2 Comentários

Do Orkut para o mundo!

Por Mariana Müller Censi

Pro pessoal da balada, que gosta de boa música eletrônica, quer estar sempre antenado e compartilhar informações sobre as melhores festas e DJs da cena regional e mundial, e ainda por cima se divertir, tem a obrigação de conhecer a galera da 128bpm.

Uma comunidade no Orkut, que começou, entre amigos, para discutir e expressar opiniões exclusivamente sobre música eletrônica. Criada por João Carlos Melati Filho, o JC, hoje conta com 1.874 membros.

Começou em 2007. Surgiu da necessidade de um espaço para que o pessoal pudesse expressar livremente sua opinião sobre as casas noturnas da região, os DJs e a música.

Como o movimento ficou maior e cada dia mais pessoas, do Brasil inteiro, faziam parte da comunidade; era hora de organizar uma festa e integrar a nova família que tinha surgido. E foi no dia 04 de julho de 2009, no Santidade Local Bar, na Praia dos Amores, que aconteceu a primeira 128bpm Private Party. O line up foi formado por DJs da comunidade como: Heitor Dalla Rosa e Danee. Além de Renatinho Ribas e Dudu Nahas,  Djs conhecidos do grande público, que se juntaram à causa e desde o começo deram visibilidade ao projeto que tinha tudo para estourar.

E foi o que aconteceu.

Com o sucesso da primeira festa, logo veio a segunda, em outubro. E em Abril deste ano um sonho realizado: “A 128bpm foi convidada para fazer um evento junto com o Warung Beach Club, a casa que mora no coração de praticamente todos os integrantes deste grande grupo.” Conta JC. A festa aconteceu no espaço Garden do club e levou os DJs Danee, a dupla Luiz Antonio e Teda Lindemann representando a comunidade. Foi uma noite histórica onde, na pista principal, tocava o top DJ Airaan Olieroock (16 bit lolitas). Pronto. Quem ainda não conhecia, passou a ser íntimo da galera animada que tomou conta do, até então, esquecido Garden.

Luiz Antonio & Teda Lindemann

Além do Warung, casas como a Amon, em Indaial, deram oportunidade para os ‘filhos da 128’ se apresentarem, tanto como DJs principais, quanto fazendo o warm up; que foi o caso deste último final de semana, 06/Nov, na Amazon Club, em Chapecó, onde o DJ Danee representou a comunidade esquentando a galera pro top Leozinho .

Dj Leozinho, o residente da Amazon DJ Mauricio Bertolini e DJ Danee – 06/11 @ Amazon Club

O set gravado na Amazon sábado já está disponível

http://soundcloud.com/daneedj/live-amazon-club-chapeco-06-11-2010

Por partir de uma comunidade de uma rede social, pode-se imaginar que a variedade de gostos para um mesmo estilo musical é enorme. Dentre os principais DJs 128, suas influências dão uma volta ao redor do mundo. Por exemplo, o Dj Teda Lindemann tem influência do inglês John Digweed. Já Doriva Rozek busca inspirações em Ricardo Villalobos, do Chile, e no brasileiro Gui Boratto.

Conheça melhor o som de alguns dos djs: DJ Luiz Antonio, DJ Danee, Rodrigo Reuter e Doriva Rozek.

Então, pra quem é DJ e está começando, faça parte da comunidade e mostre seu trabalho. A 128bpm tem as portas e os ouvidos abertos para aqueles que tem vontade de trabalhar.

Comunidade no orkut

Twitter

Facebook

Um novo site novinho em folha está saindo e vem cheio de novidades, mas o lançamento será só em dezembro. Por enquanto, no endereço www.128bpm.com.br, você curte alguns sets gravados ao vivo no Warung.

Para o futuro do projeto, um mistério. “Tento manter segredo porque acho importante que as pessoas vivam todos os momentos de uma festa mesmo antes de ela começar, e neste aspecto o elemento surpresa é fundamental. O que posso adiantar é que tem muita coisa boa chegando. Este verão será lindo”, termina João Carlos.

Publicado em E-music | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários