Dos Sonhos para a Garagem

Por Morgana Bressiani

Nessa de fazer música, Olavo passou por quatro bandas, Felipi por três, e tocando aqui e ali eles se esbarram, e assim nasceu a Bliana, do desejo de dois jovens, uma banda de garagem para criar um som que os identificasse e que fosse um trabalho sério.

O Power- trio, é composto além de Olavo, no vocal e guitarra, e Felipi Pimentel na bateria, também por Gabriel Pimentel, irmão mais novo de Felipi, no baixo. Olavo Luz é responsável pelas criações, ele compõe as letras e as melodias, e nos ensaios, no estúdio improvisado na casa do vocalista, todos contribuem com as criações, e assim surgem as músicas da Bliana, todas de autoria da banda.

Felipi Pimentel - Baterista da Banda Bliana

A Bliana é mais uma entre muitas banda de garagem, conhecidas por esse apelido sugestivo por terem como local de ensaio lugares como quartos, fundos de quintal, salas vazias, e as populares garagens, mas o que caracteriza mesmo esse tipo de banda é a imagem espontânea e o espírito independente.

Mas mesmo com toda essa marra de faça-você-mesmo, juntar um microfone, uma guitarra e uma bateria, somadas ao grande desejo de garotos X Rock in roll, não é o suficiente. Ser um astro da música não é fácil, fazer boa música é mais difícil ainda. Felipi sabe muito bem disso, a banda Bliana não está junta nem a um ano completo ainda, mas eles já sentiram na pele a dura realidade de quem ousa sonhar em fazer música. “Grana sempre é um empecilho, quando se fala em gravar, manter os instrumentos ou comprar um melhor, a grana sempre é um fator que dificulta as coisas.” desabafa o baterista.

Felipe Meirelles, além do nome, tem outras coisas em comum com Felipi Pimentel. Integrante da banda Calamity Jane, ele também é bateristas, e como Pimentel, no começo teve algumas dificuldades com a banda. “Ensaiávamos no quarto do vocalista, tudo amontoado, caixas de som velhas e cabos remendados, a bateria quase em cima da cama.” relembra.

Hoje a banda de Meirelles tem estúdio próprio, e faz vários shows pela região, mas Calamity Jane e Bliana compartilham algo muito maior do que o começo de uma história em um quartinho lotado de instrumentos, Pimentel e Meirelles se uniram a outros meninos, que como eles, sonhavam com muito mais do que sucesso, sonhavam em fazer música, música boa, daquelas que marcam gerações.

Felipe Meirelles - Bateristas da Banda Calamity Jane

E como muitos outros garotos que sonham em um dia ser o ídolo de sua geração, seguem os meninos da Calamity Jane com suas vitórias, e seguem os meninos da Bliana com seu talento e vontade de ser grande, mas todos eles com o mesmo sonho, e se pudessem falar todos juntos diriam a mesma coisa que Felipi Pimentel: “A melhor recompensa é ver as pessoas lá em baixo, se divertindo com o seu som… É impagavel, ver os lábios das pessoas cantando a música que você compôs é incrível!”

Anúncios

Sobre ouveaqui

MPB, rock, música regional ou eletrônica? Aqui você ouve o que pode ouvir em qualquer outro lugar, mas com um difernecial: muita informação.
Esse post foi publicado em Banda de Garagem, Bandas e fanfarras, Música, Música Catarinense, Rock e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s