Coro Misto Santa Cecília: 112 anos de história musical

Por Júlia Schäfer Dourado

Vozes afinadas cantam os 112 anos de história do Coro Misto Santa Cecília. Desde 1898, este grupo reúne gente que tenha interesse no canto lírico. A iniciativa foi de padres franciscanos de Blumenau, que prestavam assistência religiosa em Gaspar. Ele assumiu uma forma mais parecida com a que tem hoje após o maestro Egon Bohn ter reorganizado o coro em 25 de novembro de 1958, o que resultou em um repertório novo, incluindo músicas populares e folclóricas a música sacra.

O mês de novembro é sempre especial para os membros do coro, que comemoram o aniversário do grupo. Neste ano, celebraram os 112 anos com uma missa especial, em que foram convidados a participar músicos de Blumenau que tocam instrumentos de corda e o repertório apresentado foi o mesmo utilizado em uma apresentação do Coro Misto Santa Cecília em Buenos Aires. De acordo com a presidente do grupo, Ângela Pereira Spengler, essa coletânea musical diversificada conta tanto com músicas populares quanto com uma parte erudita sacra. “A música sacra faz parte da tradição do coro, já que sua criação foi voltada para celebrações litúrgicas. Cantamos músicas deste tipo em latim e alemão. Como participamos de diversas solenidades, fazemos apresentações variadas, a grande pluralidade musical enriquece bastante”.

Coro Misto Santa Cecília em apresentação realizada na Igreja Matriz São Pedro Apóstolo, em Gaspar

Diversidade é uma palavra que descreve bem o grupo, tanto no repertório quando nas idades de seus integrantes, que vão de 14 até 70 anos, e nas vozes  que incluem tenores, sopranos, contraltos e baixos. É a soma de todas estas vozes que cria uma perfeita harmonia e encanta a todos que têm a oportunidade de apreciar uma apresentação do coro gasparense.

Toda semana, as 34 pessoas que formam o coral, sendo uma delas de Blumenau, reúnem-se nas terças-feiras e domingos à noite para ensaiar sob a regência de Dayro Bornhausen, que é também regente do Coral Amor e Esperança da Terceira Idade de Gaspar, pianista da Orquestra Prelúdio do Teatro Carlos Gomes de Blumenau e Diretor da Cultura de Gaspar. A história de vida de Dayro se encontra cedo com o Coro Misto Santa Cecília. “Posso dizer que, musicalmente, o Coro Santa Cecília foi minha maior experiência, pois foi quando me tornei efetivamente regente. Comecei com 16 anos, cantando, depois fazia acompanhamento com piano como co-repetidor, e aos poucos, a regente da época foi me convidando para reger uma música ou outra de vez em quando. Depois de ela ter se afastado, assumi seu cargo”.

Ângela destaca que o Coro Misto Santa Cecília está sempre aberto para novos cantores, para que pessoas que curtem este tipo de arte e moram na região de Gaspar possam participar.

Sobre ouveaqui

MPB, rock, música regional ou eletrônica? Aqui você ouve o que pode ouvir em qualquer outro lugar, mas com um difernecial: muita informação.
Esse post foi publicado em Canto Lírico e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s